25 de out de 2012

Versão conceitual da pick-up é voltada para esportistas radicais Protótipo foi customizado para praticantes da canoagem Conceito demonstra a versatilidade do utilitário Volkswagen
 
A Volkswagen expõe no Salão Internacional do Automóvel de São Paulo de 2012 a Amarok Canyon, versão conceitual de sua consagrada pick-up média Amarok. Configurado especificamente para a prática radical da canoagem, o protótipo demonstra a versatilidade do utilitário Volkswagen para aplicações especiais.

Imagine o cenário: sábado de manhã cedo, o final de semana pela frente, o ar está fresco e os rios nas montanhas correm entre suas margens verdejantes. É hora de ação: dois caiaques de competição são rapidamente carregados e amarrados na caçamba da Amarok Canyon. E cair na estrada...

Primeiro, um trecho rápido pelo asfalto. Depois, por tortuosos caminhos nas montanhas. Mais alguns quilômetros por uma trilha de lama na floresta e os últimos 500 metros transpondo grandes pedaços de pedra quebrada. Graças à capacidade off-road da Amarok, sem dificuldades: chegamos ao destino, um riacho com correnteza veloz.

Rapidamente, os aventureiros removem seus caiaques de fibra de carbono e o equipamento – capacete, remos e coletes – da caçamba. Os caiaques são lançados nas águas revoltas para um empolgante rodeio. Unindo força e habilidade, a dupla procura o melhor caminho entre as ondas, numa exaustiva luta com os elementos que apagam todo o stress da vida diária.

É assim que um dia perfeito começa para um canoísta radical. Este tipo de esporte representa uma das formas mais extremas de atividade aquática e tem conquistado uma popularidade crescente.

Feita para aventuras
Todos os aspectos da Amarok Canyon, que foi mostrada pela primeira vez no Salão de Genebra, em abril deste ano, foram concebidos para atender às necessidades deste esporte radical, desde o equipamento de rodagem da picape aos detalhes na área de carga.

A Amarok Canyon é consideravelmente mais alta e larga do que o modelo de série e sua cor é também mais exótica. A carroceria da picape, com um brilho especial devido às três camadas da pintura “Laranja Baladi”, foi elevada em 40 mm com o uso de um kit especial. Com os pneus também especiais, a picape ficou 85 mm mais alta que a versão de produção.

A pick-up modificada também ganhou faróis auxiliares montados sobre o teto. Outros toques visuais incluem lanternas traseiras escurecidas e a proteção inferior da carroceria em cor contrastante. Dois estribos acionados eletricamente facilitam a entrada e a saída do veículo, apesar da altura maior. Os estribos foram criados para não chamarem a atenção e se retraem quando o veículo está em movimento, para manter a alta capacidade off-road da Amarok original.

A largura da versão conceitual também foi aumentada para permitir sua utilização específica. As caixas das rodas foram alargadas 35 mm em cada lado para criar espaço para os grandes pneus todo-terreno 275/65 R18, montados em rodas tipo “Durban” pintadas na cor Adamantiun Dark, com alto brilho.

Os dois caiaques de fibra de carbono são fixados com segurança no assoalho da caçamba. Na traseira, o assoalho possui duas cavidades com forração macia e as proas dos caiaques são posicionadas numa barra na mesma cor das rodas, com tirantes que os seguram com firmeza. Os remos ficam presos com segurança na parte interna da tampa da caçamba, fáceis de alcançar. Todo o equipamento restante – capacetes, coletes e calçados especiais – também é guardado com segurança: os capacetes em redes na divisória da caçamba com a cabine e o restante em pequenas caixas com tampas à prova d’água que podem ser trancadas.

Interior esportivo
Dentro da cabine foi usado um jogo de cores especial, com muitos detalhes e novos toques decorativos. Os bancos de couro têm duas cores, com a superfície dos assentos na cor “sterling” e os apoios de cabeça e as laterais no tom “adamant”. As costuras decorativas no estofamento têm a cor laranja da carroceria, que também aparece em outros pontos, como nas costuras do volante de três raios e na cobertura da alavanca do câmbio, cintos de segurança e saídas de ventilação. Sob uma cobertura, no painel, há três instrumentos auxiliares, que mostram os ângulos de subida e inclinação lateral da Amarok, fornecendo ao condutor informações importantes para maior segurança em condições fora de estrada mais radicais.

Para garantir a máxima capacidade off-road, a Amarok Canyon utiliza o poderoso motor biturbo 2.0 TDI com 180 cv (132 kW), que oferece torque máximo de 40,81 kgfm (400 Nm) entre 1.500 e 2.250 rpm. O sistema 4MOTION de tração integral selecionável, juntamente com a caixa de redução e o travamento do diferencial no eixo traseiro, assegura a eficiência da transmissão de força para as rodas, mesmo nas mais duras condições.



Fonte Volkswagen
Categories:

Receba as atualizações do Blog Carburado gratuitamente por e-mail:

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

1 - Todos os comentários serão moderados.
2 - Comentários com ofensas e vocabulário de baixo nível não serão aprovados.
3 – Comentários com ofensas a outros comentaristas não serão aprovados.
4 – Na medida do possível a havendo necessidade os comentários serão respondidos.
5 – Spans e propagandas não serão aprovados.
6 – O sistema de comentários possui um campo para website favor usar este campo pois só serão aprovados comentários com referencias para outros sites caso este for muito relevante.

Related Posts with Thumbnails

Receba as atualizações do Blog Carburado gratuitamente por e-mail:

Procurar

Inscreva-se no RSS Feed Siga o Carburado no Twitter!