23 de jul de 2008

Elétrico, ele tem mais de 700 cv disponíveis sob o pedal do acelerador, consegue ir de 0 a 96 km/h em 4 s e atinge a máxima de 209 km/h, limitada eletronicamente. Poderia chegar a muito mais do que isso, mas a empresa achou por bem privilegiar a autonomia em detrimento da velocidade final, além de possivelmente já estar feliz com a aceleração do esportivo. Com uma carga completa, o carro conseguirá percorrer 400 km. Com apenas 10 minutos na tomada, ele já tem 85% dessa mesma autonomia.

Com 4,45 m de comprimento, 1,94 m de largura, 1,20 m de altura e 2,59 m de entreeixos, outro aspecto importante do Lightning GT é o fato de ele não ter apenas um motor, mas quatro, um em cada roda, assim como o Volvo ReCharge. Esse caminho é apontado como o futuro dos automóveis, ainda que ele já tenha sido antecipado pelo Lohner-Porsche de 1899, que já utilizava um motor a combustão como gerador, idéia que tanto o ReCharge quanto o Chevrolet Volt tentam resgatar com a boa ajuda da eletrônica.

As coincidências entre o Lightning GT e o Volvo ReCharge não param por aí. Os motores que ambos utilizam em cada uma de suas rodas são os mesmos, os Hi-Pa Drive. No GT, cada um gera 120 kW, ou 163,15 cv, o que dá um total de 653 cv, arredondando. A potência restante vem do conjunto de baterias NanoSafe, que emprega nanotecnologia para oferecer mais estabilidade de temperatura de trabalho (baterias de íons de lítio comum precisam ser aquecidas a baixas temperaturas). Desse conjunto vêm 36 kW, ou seja, mais 49 cv, totalizando exatos 702 cv. Segundo a empresa, cerca de 10 minutos são suficientes para rodar 320 km.

Como as fotos comprovam, o Lightning GT já roda, e sobre rodas de aro 20”, mas só estará pronto para as vendas em 2010. Com apenas dois lugares, no futuro ele deve ganhar uma versão perua. O espaço para carga, considerando não haver um motor para ocupar espaço na carroceria, deve ser bastante generoso, mas ainda não foi divulgado oficialmente.

Segundo a Lightning Car Company, que produzirá o GT, o modelo poderá ser vendido no mundo inteiro. No Reino Unido, ele custará £ 150 mil, cerca de R$ 480 mil. Se viesse ao Brasil, contando impostos, seu valor, no mínimo, duplicaria. Para os interessados, a fábrica está aceitando encomendas antecipadas mediante 10% de entrada, ou R$ 48 mil. O site da empresa é www.lightningcarcompany.co.uk. Pode parecer caro, mas quem disse que um pedaço do futuro custaria pouco?

Fonte
Categories: ,

Receba as atualizações do Blog Carburado gratuitamente por e-mail:

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

1 - Todos os comentários serão moderados.
2 - Comentários com ofensas e vocabulário de baixo nível não serão aprovados.
3 – Comentários com ofensas a outros comentaristas não serão aprovados.
4 – Na medida do possível a havendo necessidade os comentários serão respondidos.
5 – Spans e propagandas não serão aprovados.
6 – O sistema de comentários possui um campo para website favor usar este campo pois só serão aprovados comentários com referencias para outros sites caso este for muito relevante.

Related Posts with Thumbnails

Receba as atualizações do Blog Carburado gratuitamente por e-mail:

Procurar

Inscreva-se no RSS Feed Siga o Carburado no Twitter!